Mostrar 2203 resultados

Pesquisa por órgão
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Porto Alegre
Opções de pesquisa avançada
Previsualizar a impressão Hierarchy Ver:

2148 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

NARRATIVAS DE PROFESSORES DAS ÁREAS DAS CIÊNCIAS DA NATUREZA SOBRE SUAS FORMAÇÕES E SUAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

Este Trabalho de Conclusão de Curso apresenta uma reflexão sobre a contribuição das narrativas biográficas no contexto da formação docente inicial e continuada. Para além de uma opção metodológica, o recurso às narrativas biográficas no campo da Educação tem se traduzido como intervenção formativa e possibilitado que se repense os processos de
construção da identidade docente. Nesse sentido, objetivou-se investigar como professores/professoras que atuam nas redes públicas municipais e estaduais em Porto Alegre e região metropolitana refletem e atribuem significados aos processos de formação vivenciados, à docência e as suas práticas pedagógicas no processo de construção de narrativas autobiográficas ensejado por ocasião da pesquisa. Para isso, a investigação foi desenvolvida a partir de uma pesquisa de natureza qualitativa, utilizando-se como instrumento entrevistas semiestruturadas (individuais, registradas por áudio e posteriormente transcritas) com quatro professores egressos de cursos das áreas das Ciências da Natureza. A fim de diversificar a amostra, além disso, considerou-se como critério para a seleção dossujeitos o tempo de formação e de atuação como docentes. As análises dessas entrevistas
foram realizadas buscando-se uma reflexão baseada na construção de narrativas autobiográficas na perspectiva da formação continuada dos participantes onde se entretecem processos de autoria e (re)construção da identidade. O pressuposto, neste caso, é que, ao narrar suas experiências profissionais, o docente (re)significa as representações de si e de sua prática pedagógica. Esse processo, baseado na auto-reflexão e na auto-interpretação que o sujeito é capaz de realizar a partir de suas experiências de vida, apresenta-se como interessante horizonte a ser explorado em contextos de formação inicial e continuada. Além disso, consiste na possibilidade de que pesquisadores e outros leitores, ao tomarem o conhecimento da narrativa do outro reflitam sobre si próprio, experimentem sua própria construção biográfica, na qual podem reconfigurar-se e ampliarem seus próprios objetivos.

Graciela Farias Bikoski

O PIBID COMO POLÍTICA PÚBLICA PARA A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES EM CIÊNCIAS DA NATUREZA: ESTADO DA ARTE

A educação brasileira enfrenta inúmeros desafios, dentre eles a formação de professores, especialmente na área de Ciências da Natureza. Diante desse cenário, encontra-se na literatura indicações de alternativas, tais como o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), promovido pela Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal do Ensino Superior (CAPES), que foi criado com o objetivo de qualificar a Educação Básica e incentivar a valorização do magistério com aprimoramento da formação de professores. Considerando tal contexto, o objetivo do presente Trabalho de Conclusão de Curso é compreender como o PIBID tem
contribuído enquanto política pública para a formação inicial de professores, especificamente em Ciências da Natureza. Para isto, apresenta-se uma reflexão teórica, baseada em António Sampaio da Nóvoa, Bernadete Gatti, Maurice Tardif, dentre outros autores. A pesquisa é de cunho qualitativo, na qual se empregou a metodologia de pesquisa bibliográfica, caracterizando-se como um Estado da Arte, na qual se fez um levantamento bibliográfico de artigos publicados nessa temática. Empregando critérios de seleção previamente estabelecidos, fez-se buscas nas bases de dados Scopus, SciELO e Portal de Periódicos da Capes, também foram selecionadas pela plataforma Sucupira revistas de Qualis A1, A2 e B1 cujo escopo têm relação com a temática desta pesquisa. A partir das buscas foram selecionados 27 artigos para compor o corpus desta pesquisa. Para as análises são lidos os
resultados dos artigos bem como suas considerações finais, na qual são destacadas características importantes para esta pesquisa, e que são agrupados em categorias para serem analisados com base no referido referencial teórico, utilizando-se da análise textual discursiva de forma adaptada. Surgiram dessa análise as seguintes categorias, que descrevem o programa e se constituem nas respostas às questões de pesquisa levantadas: o PIBID como espaço de formar na profissão e para a profissão, espaços e situações formativas: a terceira margem do rio e o PIBID como política pública. Estas categorias se originam de subcategorias que reúnem ideias centrais em cada uma delas. Acredita-se que o PIBID possui estrutura e objetivos importantes para a formação de professores dentro dos pressupostos teóricos desta pesquisa. Espera-se com essa pesquisa colaborar para a construção de
conhecimento acerca do programa.

Josiane Ladelfo

CONTRIBUIÇÕES PARA O PROCESSO DE APRENDIZAGEM SOBRE AS QUESTÕES ÉTNICO-RACIAIS, NA PERSPECTIVA DA POPULAÇÃO NEGRA, ATRAVÉS DA CONSTRUÇÃO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM: UMA REFLEXÃO ACERCA DA EXPERIÊNCIA FORMATIVA DE PROFESSORES ESTAGIÁRIOS JUNTO A TRABALHADORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE

O presente trabalho de pesquisa teve como motivação, o conhecimento e a compreensão do processo histórico da população negra e os reflexos nos dias atuais, através do Projeto Territórios Negros de Porto Alegre, alicerçado pela Informática na Educação, com a construção dos Objetos de Aprendizagem sobre os Territórios Negros de Porto Alegre. A construção dos OA foi realizada pelos professores/estagiários do Programa Compartilhar da Prefeitura Municipal de Porto Alegre. O programa abrange a escolarização, em nível fundamental e médio, dos servidores da Prefeitura Municipal de Porto Alegre. Foi utilizada a ferramenta digital Hot Potatoes, para a construção dos Objetos de Aprendizagem. Percebe-se, ainda, nas realidades educacionais, o quanto há resistência por parte de muitos professores em trabalharem as questões étnico-raciais. Esta pesquisa aborda a aplicabilidade da Lei 10.639/03 do artigo 26-A da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN) e se configura como oportunidade de conhecimento de professores/estagiários, que, em formação universitária, compreendam o processo histórico da população negra, possibilitando assim, que abordem as questões étnicoraciais na caminhada acadêmica e profissional. A pesquisa caracteriza-se como qualitativa, sendo aplicado o estudo de caso, através da coleta de dados (observações, questionários, entrevistas semiestruturadas e pesquisa documental). Nesta pesquisa, pretendeu-se compreender como ocorre o processo de aprendizagem dos professores/estagiários sobre as questões étnico-raciais a partir da construção de Objetos de Aprendizagem utilizando o tema sobre Territórios Negros de Porto Alegre. A sua realização justifica-se pela relevância e contribuição educacional, social e no campo de atuação profissional, atende aos objetivos do Mestrado Profissional.

Luciane de Oliveira Machado

MAPEAMENTO DAS TECNOLOGIAS PRESENTES NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE PORTO ALEGRE, NO PERÍODO DE 2013 A 2016 PARA DESCOBERTA DE SUAS ORIGENS, MOTIVAÇÕES, PROCESSOS E USOS NO CONTEXTO DA PRÁTICA: UMA ARQUITETURA METODOLÓGICA

O presente trabalho investigou o processo de introdução da Informática na Educação nas escolas estaduais de Porto Alegre, no período de 2013 a 2016. Este processo compreendeu a distribuição dos equipamentos nas escolas e a formação dos professores para usar as tecnologias em sala de aula com a oferta de conteúdos digitais, ações propostas pelo Programa Nacional de
Tecnologia Educacional (ProInfo) do Ministério da Educação e realizadas pela Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul, a partir dos Núcleos de Tecnologia Educacionais das Coordenadorias Regionais de Educação. O principal objetivo deste trabalho foi mapear o processo envolvendo as tecnologias nas escolas da Rede Estadual de Porto Alegre, com a finalidade de analisar as políticas públicas de introdução da Informática na Educação. Adotouse a metodologia quali-quantitativa, organizada no Estado da Arte. Foram combinadas as pesquisas Documental, Bibliográfica, Survey e o método do Ciclo de Políticas para a análise das informações encontradas. Através da pesquisa documental nas categorias quantitativa e qualitativa, buscou-se em fontes primárias, como documentos institucionais, estaduais, federais e internacionais, as informações sobre os projetos desenvolvidos no estado, a história, a legislação e os objetivos que deram suporte às políticas do ProInfo. Na pesquisa bibliográfica, as consultas foram feitas em fontes secundárias, com a intenção de contextualizar as políticas para o uso das tecnologias, seus desdobramentos educacionais, sociais e econômicos. Finalmente, através da pesquisa Survey, apurou-se a opinião dos gestores sobre a percepção de professores, a estrutura das escolas e como aconteceu o uso pedagógico das tecnologias no cotidiano escolar, durante o período investigado. A análise dos resultados alcançados, pela combinação das pesquisas, respeitou a metodologia do Ciclo de Políticas, proposta por Ball e Mainardes (2011), para o tratamento do ciclo contínuo das políticas para a introdução da Informática na Educação. Buscou-se trazer para a discussão as propostas de Ponte (2000), Almeida (2002; 2003; 2008) e Oliveira, A.; Lima (2015) sobre a formação continuada dos professores e as experiências significativas com o uso das tecnologias para a aprendizagem,
relatadas por Silva, M. (2005), Moran, Masetto e Behrens (2013), entre outros autores. Segundo Mainardes (2006), uma política educacional nunca consegue ser totalmente eficiente, porque sofre modificações produzidas pelas crenças e motivações dos profissionais de educação que atuam no Contexto da Prática. Para Alonso (2008), o uso da tecnologia não garante uma ação
pedagógica eficaz e a qualidade na educação. O trabalho visou a contribuir com dois Produtos de Pesquisa: primeiro, um sistema ordenado de mapeamento das políticas educacionais na forma de Arquitetura Metodológica, que pode ser aplicado na investigação de qualquer política educacional a fim de acompanhar suas origens, motivações, processos e usos; e o segundo produto, apresentando como caso específico, os resultados relevantes da investigação sobre a gestão das tecnologias nas escolas estaduais de Porto Alegre.

Mara Rosane Noble Tavares

OS SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE DADOS ACADÊMICOS E A GESTÃO EDUCACIONAL: O CASO DO INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

Esta pesquisa baseou-se em um estudo de caso, a partir da problemática de como a gestão educacional do IFRS pode ser impactada pelos sistemas de gestão acadêmica. Traçamos como objetivos, de forma geral, a análise de como os sistemas impactam a gestão democrática da instituição e especificamente a compreensão de que a realidade histórica da instituição levou à multiplicidade de sistemas de gerenciamento acadêmico, as dificuldades enfrentadas pelos diferentes grupos de gestores por não ter um sistema de gerenciamento eficiente, as perspectivas e expectativas na adoção de um sistema integrado de gestão e a
importância dos sistemas informatizados na implementação de programas e políticas públicas, que propiciou discussões sobre a gestão da Instituição. Permitiu assim o monitoramento e avaliação da gestão em um sentido mais amplo, mas também respeitando as particularidades internas. A implementação de sistemas informatizados de gestão acadêmica constitui-se numa política pública e por isso a metodologia de trabalho baseou-se no ciclo de políticas de Ball e Bowe (2001, 2002, 2011) e Mainardes (2006, 2011) que a partir dos contextos de influência, da produção de textos e da prática, permitiram analisar a implementação da política. Nesta pesquisa estes contextos envolveram a análise da conjuntura, tais como o histórico da educação profissional no Brasil, destacando a criação dos Institutos Federais e a consolidação desta política pública, o processo de implantação de sistemas informatizados, bem como a reflexão sobre a concepção de gestão e os processos decisórios que envolveram a definição de um sistema de gerenciamento acadêmico. O percurso metodológico partiu de uma pesquisa qualitativa e descritiva que baseou-se em um estudo de caso. Utilizamos a pesquisa documental de documentos legais, normativas, pareceres, textos e discursos e a revisão bibliográfica sobre a concepção e modelos de gestão, da educação profissional no Brasil e sobre a instituição pesquisada, além disso, fizemos uma pesquisa, através de trabalhos relacionados, sobre modelos de gestão educacional, a partir de teóricos
como Lima, Paro, Luck, Luckesi, Amaral, Comerlatto, entre outros e sobre sistemas de gerenciamento e sistemas integrados, utilizando-se também de teóricos importantes como Lévy, Castells, Laudon e Laudon, Davenport, etc. Para a coleta de dados utilizou-se o método survey que envolveu a realização de entrevistas e aplicação de questionário com gestores e a partir de suas reflexões, realizamos a análise do impacto e da importância do conhecimento e acesso aos dados e informações, através de um sistema seguro e eficiente pelos gestores. Como produto desta análise apresentamos um roteiro com orientações para a implantação de sistemas de gestão que visa contribuir para a implementação de políticas de modernização tecnológica, na perspectiva da gestão democrática e poderá pautar o planejamento e a eficácia de programas e políticas públicas a serem implementados em instituições de ensino.

Denise Luzia Wolff

EL MOCHILERO: JOGO DIGITAL EDUCACIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO DA COMPETÊNCIA INTERCULTURAL DE APRENDIZES DE LÍNGUA ESPANHOLA

A evolução e expansão do uso de dispositivos móveis têm aumentado a possibilidade de sua integração como ferramentas para a aprendizagem. Paralelamente, os jogos digitais têm surgido como recurso estratégico para o ensino, adequado aos nativos digitais, uma vez que despertam motivação e permitem associar conteúdos diversos a entretenimento. Dessa forma, abrem-se novas
possibilidades que permitem uma abordagem que une ludicidade, m-learning e, sobretudo, um hibridismo educacional. Ao aprender uma língua estrangeira é essencial conhecer também os aspectos socioculturais dos países que a possuem como oficial, para desenvolver a competência intercultural. Considerando-se as potencialidades dos jogos digitais educacionais e a necessidade de um recurso diferenciado para o desenvolvimento da competência intercultural de aprendizes de língua espanhola, esta pesquisa propõe o jogo digital educacional El Mochilero, desenvolvido a partir dos níveis de referência da dimensão cultural do Plano Curricular do Instituto Cervantes (2006) para um ensino interativo, lúdico e motivador. Além do software, que serve como ferramenta para disseminação de aspectos socioculturais de países hispanofalantes, para uma aprendizagem baseada em jogos
digitais, este trabalho propõe e descreve o projeto pedagógico “Cultura en la Mochila” que alia Informática na educação em uma metodologia ativa de ensino fundamentada na aprendizagem significativa. Apresenta os procedimentos metodológicos que consistiram em levantamento de referencial teórico e trabalhos relacionados, desenvolvimento do jogo digital educacional, incluindo o período de pré-produção, produção e pós-produção, modelo de avaliação adotado tanto para o jogo quanto para o projeto pedagógico, bem como os resultados obtidos. Considera-se que os objetivos da proposta foram alcançados e os resultados totalmente satisfatórios, uma vez que houve alto índice de aproveitamento e interesse pelo jogo El Mochilero nas aulas língua espanhola, o que permitiu avaliar sua potencialidade e aplicabilidade. Certamente, a relevância acadêmica deste trabalho se constitui não só pelo fato de descrever o emergente fenômeno e os benefícios dos jogos digitais educacionais, mas sim pela proposta inovadora de interação que além de estimular a construção do conhecimento de maneira desafiadora e divertida, considera a gamificação como elemento motivador da aprendizagem. Espera-se, contudo, que esse trabalho sirva de inspiração e modelo para docentes ou pesquisadores que acreditam que a inovação deve transpor os muros das escolas.

Daiane Pádula Paz

Plano de Trabalho AARS

Plano de trabalho referente ao Termo de Cooperação Técnica entre o Campus Porto Alegre/ IFRS e a Associação dos Arquivistas do Estado do Rio Grande do Sul.

Direção Geral

Plano de Trabalho UFRGS

Plano de Trabalho referente ao Termo de Cooperação Técnica entre Campus Porto Alegre/ IFRS e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Direção Geral

Editais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Porto Alegre

Edital 002/ 2017

Edital de abertura de vagas e seleção de alunos para os cursos de extensão em música e grupos musicais 2017 do Projeto Prelúdio

Direção Geral

Edital 003/2017

Homologação do Processo Seletivo para o curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão Empresarial

Direção Geral

Edital 010/2017

PROCESSO CLASSIFICATÓRIO DE AFASTAMENTO PARA QUALIFICAÇÃO DE SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DO CAMPUS PORTO ALEGRE DO IFRS

Direção Geral

Edital 011/2017

ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA ALUNO ESPECIAL NO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO – MESTRADO PROFISSIONAL EM INFORMÁTICA NA
EDUCAÇÃO

Direção Geral

Edital 013/2017

ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA ALUNO ESPECIAL NO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO EMPRESARIAL

Direção Geral

Edital 020/2017

EDITAL EXTRAORDINÁRIO DE AFASTAMENTO COM SUBSTITUIÇÃO DE DOCENTES PARA CAPACITAÇÃO/QUALIFICAÇÃO EM PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E PÓS-DOUTORADO

Direção Geral

Edital 025/2017

Seleção de Bolsista de Iniciação Científica e/ou Tecnológica do Campus Porto Alegre

Direção Geral

Resultados 1 a 20 de 2203