Mostrar 2188 resultados

Pesquisa por órgão
Opções de pesquisa avançada
Previsualizar a impressão Hierarchy Ver:

2147 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

TRAJETÓRIA E (CON)VIVÊNCIAS AO LONGO DA EDUCAÇÃO BÁSICA: COMO O AUTOCONHECIMENTO INFLUENCIA NO FAZER DOCENTE DE CIÊNCIAS

O presente trabalho tem como objetivo investigar a relação entre o autoconhecimento dos professores e como eles vêem sua relação com os estudantes, vivenciadas na trajetória docente. Defendo que, a partir do autoconhecimento, o (a) professor (a) consegue estabelecer um vínculo mais afetivo com os alunos, proporcionando um ir e vir de emoções, sentimentos e reflexões que são fundamentais no processo educativo. A pesquisa segue uma abordagem qualitativa interpretativa, na qual os sujeitos de pesquisa participaram do estudo através de entrevistas semi-estruturadas realizadas individualmente, buscando identificar/caracterizar a capacidade de docentes de ciências de se autoconhecer e de dimensionar suas relações com alunos, e investigar como as trajetórias de vida, os motivos de escolha de ser professor e a satisfação com a carreira docente influenciam na capacidade de se autoconhecer. Para tanto, os sujeitos vivenciaram, durante a entrevista, um processo de conscientização reflexiva com vistas à explicitação do que foi evocado. Na entrevista, o pesquisador media todo o processo com o auxílio de um roteiro previamente elaborado e um caderno de campo para registrar possíveis gestos do sujeito. Um dos pressupostos dessa opção metodológica é que o estímulo à reflexão sobre suas práticas, sobre as imagens do que consideram ser na sua percepção e sobre o lugar que as emoções/afetividade ocupam nelas, cria condições para que os sujeitos se reconheçam e passem a atuar em sintonia com esta nova percepção.

Lediane Chagas Marques

SISTEMAS DE GESTÃO DE TELECOM PARA APLICAÇÃO DE REGRAS DE NEGÓCIO UTILIZANDO RACIOCÍNIO BASEADO EM CASOS

A gestão de Telecom de grandes corporações muitas vezes é realizada por empresas especializadas, de forma que tais empresas realizam a consolidação de faturas de diversos fornecedores produzindo relatórios gerenciais. Não existe um formato padronizado para os arquivos disponibilizados das operadoras. A proposta deste trabalho é criar um sistema que realize a consolidação dos diversos formatos das faturas. Desta maneira, diminuindo o trabalho de edição antes da importação do detalhamento da fatura para o sistema de gestão e, também, da análise manual do mesmo, lendo as faturas detalhadas e sugerindo melhores soluções para os problemas encontrados através do Raciocínio Baseado em Casos.

Quele Giovanini Peixoto

SISTEMA WEB PARA A REDE BRASILEIRA DE INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

O estudo realizado pela Rede Brasileira de Insuficiência Cardíaca (REBIC) tem como objetivo melhorar o tratamento e a qualidade de vida de pacientes com enfermidades cardíacas. Os dados para a pesquisa são coletados em visitas feitas aos pacientes e registrados em formulário de papel. Este trabalho apresenta o desenvolvimento de uma ferramenta web que visa auxiliar a pesquisa, calcular os dados coletados e realizar emissão de relatórios evolutivos dos pacientes. A ferramenta permite ao mediador da pesquisa a inclusão de dados de hospitais, pacientes e a emissão de relatórios do paciente.

Guilherme Polano Corrêa

SISTEMA PARA COLETA E ARMAZENAMENTO DE DADOS CLIMÁTICOS

Dados meteorológicas constituem uma série de variáveis como temperatura, umidade, precipitação e vento que influenciam a todos nós, pode provocar doenças ou acidentes, esse mais presentes na mídia em decorrência da urbanização com construções feitas em áreas com terreno instável. Na agricultura onde o clima afeta constantemente, os produtores devem possuir informações sobre o clima e quando essas são imprecisas acabam tratando a área produtiva de forma homogênea, aplicando uniformemente corretivos e agrotóxicos. O presente trabalho tem como objetivo a construção de um protótipo de sistema de monitoramento climática, usando sensores para coleta de dados ambientais relevantes para o público. Variáveis climáticas que serão coletadas e a partir desses dados pode vir a ser uma ferramenta poderosa para recursos humanos.

Bruno Trevissoi do Nascimento

SISTEMA DE SIMULADOS COM RECOMENDAÇÕES BASEADO NO DESEMPENHO DO USUÁRIO

Atualmente existe uma grande quantidade de sites de simulados, tanto para vestibulares quanto para concursos, porém, observa-se a falta de aplicação de técnicas inovadoras, visando uma atenção maior ao usuário. Neste contexto, este artigo descreve o de desenvolvimento de um sistema web. O sistema tem como objetivo auxiliar os usuários durante o desenvolvimento das atividades através de recomendações. As recomendações são sugeridas com base no desempenho do usuário e conta com a aplicação da técnica de mineração de dados. No desenvolvimento deste trabalho, foram pesquisados três sistemas semelhantes ao sistema proposto, o que possibilitou realizar uma comparação entre os sistemas, destacando as vantagens do proposto, e o levantamento das funcionalidades desejadas.

Marcos Henrique Zotti de Sá

SISTEMA DE RASTREAMENTO PARA IDOSOS EM SITUAÇÃO DE RISCO DE FUGA DEVIDO A DOENÇA DE ALZHEIMER

Considerando o aumento do número de idosos na população brasileira, verifica-se o aumento da incidência de doenças associadas ao envelhecimento, entre elas a demência. O tipo mais comum de demência é a Doença de Alzheimer e um dos sintomas mais pronunciados é a perda de memória. Em aproximadamente 2/3 dos casos há fugas pelo não reconhecimento do ambiente doméstico. O objetivo deste trabalho é propor o desenvolvimento de um software de rastreamento que mostre num mapa a localização da pessoa. Essa localização é enviada, através da rede de telefonia GSM e a partir de um hardware especifico com GPS, a um servidor na web com software de mapeamento. O software é utilizado pelo tutor legal para a localização da pessoa idosa e pode auxiliar na minimização dos riscos à integridade física e psicológica dessa pessoa com a doença.

José Ricardo Borba

SISTEMA DE GERAÇÃO DE ALERTAS NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE

A expansão do ensino a distância propiciada pelos avanços nas tecnologias de informação e comunicação tem provocado um crescimento no alcance da educação formal. Entretanto, tal crescimento traz consigo novos desafios a serem enfrentados. Dentre os desafios, há a questão da gestão do grupo de alunos de um curso por parte do professor e a própria autorregulação do processo de aprendizagem por parte do aluno. Visando fornecer apoio a docentes e discentes, este artigo propõe a criação de um sistema que, integrado ao Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Moodle, permita a automação do envio de alertas para ambos. A proposta inclui as justificativas, os objetivos, os componentes da solução, bem como a metodologia e as tecnologias utilizadas para o seu desenvolvimento.

Rodrigo da Silva Vieira

SISTEMA COMPARTILHAR: POSSIBILIDADE DE CONTRIBUIR COM AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DO IFRS

Esta dissertação tem como objetivo desenvolver um meio digital pelo qual seja possível compartilhar e registrar as práticas pedagógicas dos professores do IFRS. Os objetivos específicos desta pesquisa referem-se a estudar o referencial teórico, conhecer repositórios educacionais e estudar sistemas de armazenamento de práticas ligadas à educação. Esse meio digital diz respeito ao Sistema de Compartilhamento de Práticas Pedagógicas do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS); trata-se de um sistema colaborativo intitulado Sistema Compartilhar. Espera-se que, a partir dele, as trocas relativas às práticas pedagógicas sejam fomentadas. Além disso, o sistema proposto possibilita cadastrar e atender a demandas referentes aos processos de ensino e de aprendizagem desta instituição. Inicialmente, esse sistema foi pensado para as práticas inclusivas, mas o estudo do referencial teórico mostrou que isso não fazia sentido, quando se compreende que a aprendizagem não está apenas centrada no sujeito, mas que é parte de um processo que se constitui na condução das práticas pedagógicas. Por isso, o sistema passou a ser pensado para abarcar práticas pedagógicas. Dessa forma, contempla todos os alunos, considerados de inclusão ou não. Como o IFRS é uma instituição organizada em 17 campi, a disposição geográfica acaba dificultando a comunicação entre os docentes. As possibilidades de pensar as práticas pedagógicas e a criação de materiais, ferramentas e outros artefatos que podem auxiliar no processo de ensino e de aprendizagem ficam restritos aos poucos momentos de intercâmbios realizados nas reuniões. Com base nisso, o problema desta pesquisa é: como auxiliar o compartilhamento de práticas pedagógicas entre os professores do IFRS? Esta pesquisa tem como aporte os Estudos Foucaultianos, utilizo autores como Biesta (2017), Castel (2008; 2013), Deleuze (2003), entre outros. A metodologia empregada foi, inicialmente, uma pesquisa bibliográfica; porém, como não deu conta de atender ao objetivo proposto, ampliei a metodologia e utilizei a pesquisa documental em sites, onde busquei repositórios educacionais, e a análise das plataformas Build in Progress (BiP) e do GitHub. Na busca por repositórios educacionais, encontrei 56. Após, com base nos aspectos busca, acesso e organização dos materiais, selecionei 13 repositórios para ajudar-me na idealização do Sistema Compartilhar. A partir da investigação, projetei o sistema utilizando casos de uso juntamente com sua descrição, e algumas telas foram prototipadas com o auxílio do software Balsamiq. Com esta investigação foi possível, além da prototipação, implementar o Sistema Compartilhar.

Eurídice Segaspini Peixoto

SISTEMA COLABORATIVO PARA TRADUÇÃO DE VÍDEOS ONLINE PARA LÍNGUAS DE SINAIS

Este artigo apresenta um sistema colaborativo para compartilhamento de vídeos de tradução em línguas de sinais produzidos e disponibilizados por e para utilização do público em geral, envolvendo a coleção e compartilhamento em uma pagina web de vídeos online do provedor YouTube e associação com os respectivos vídeos de tradução criados.

Joubert Gouvea da Silveira Vidor

SISTEMA COLABORATIVO PARA FABRICAÇÃO DE PLACAS BRAILLE DE BAIXO CUSTO

Considerando o avanço tecnológico no processo de fabricação de objetos através de equipamentos de prototipação rápida, tais como impressoras 3D, maquinas de corte a laser, fresadoras de precisão, entre outros, objetiva-se tirar proveito do baixo custo de fabricação destes equipamentos para a ampliação da disponibilidade de mecanismos de acessibilidade. Este artigo apresenta uma plataforma colaborativa para confecção de placas braille através do uso de equipamentos de fabricação digital. Esta plataforma permite que, à partir de um texto seja criado um arquivo 3D da placa em braille a ser construída por colaboradores cadastrados no sistema. A plataforma é composta por um sistema web no qual os usuários (requisitantes e fabricantes) interagem e por um módulo de conversão de texto para arquivo 3D da placa em braille.

Elisa Leo de Oliveira

SCRUM EM SALA DE AULA: METODOLOGIA ÁGIL COMO FORMA DE PROMOÇÃO DE PROCESSOS AUTORREGULATÓRIOS DA APRENDIZAGEM DISCENTE

A presente investigação busca planejar, executar, avaliar e relatar a aplicação da prática do Scrum em sala de aula, através do Sistema de Gerenciamento de Projetos Scrum memostra, visando promover processos de autorregulação da aprendizagem discente. O estudo justifica-se porque é preciso incentivar a promoção da autorregulação da aprendizagem discente a fim de potencializar o processo de aprender. A investigação, do ponto de vista do problema, segue uma abordagem qualitativa com procedimento experimental que tem como sujeitos de pesquisa os alunos das turmas 2017/2 e 2018/1 do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet (CSTSI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) Campus Porto Alegre, sendo a primeira turma o grupo-controle e a segunda, o grupo de aplicação. Os instrumentos de pesquisa visam à coleta de dados realizada através da técnica da observação e do questionário elaborado com base no questionário de Conhecimento de Estratégias de Aprendizado (CEA) desenvolvido por Rosário e colaboradores (2007), nas três fases cíclicas da autorregulação da aprendizagem proposta por Zimmermann (2000,2013) e nos fundamentos da metodologia ágil Scrum. Concluiu-se que o uso da metodologia ágil Scrum em sala de aula, associado ao Sistema de Gerenciamento de Projetos Scrum memostra, promoveu processos de autorregulação da aprendizagem discente. Os alunos utilizaram grande parte das estratégias de aprendizado em suas tarefas e demonstraram tomada de consciência, gestão e controle do seu processo de aprendizagem.

Fernando Sartori

SALABIL: Plataforma Educacional para Criação de Aulas para Surdos com uso da L1 E L2

A Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146), foi promulgada em 6 de julho de 2015 e entrou em vigor em 01 de janeiro de 2016. Essa lei assegura a inclusão escolar em todos os níveis e modalidades, o direito à tecnologia assistiva e a oferta de educação bilíngue para as crianças surdas, que garante a Libras como a primeira língua e o português, a segunda (modalidade escrita). Com base nessas informações, e por meio de pesquisas e entrevistas realizadas com profissionais da área durante a elaboração deste trabalho, constatou-se que ainda há pouco material digital compartilhado que dê suporte aos professores em sala de aula para trabalhar com o aluno surdo. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho é o desenvolvimento de uma plataforma educacional para auxiliar o professor na elaboração de material didático digital. A metodologia utilizada nessa dissertação é a abordagem epistemológico-metodológica Design Science Research, que prevê a construção de um artefato que direcione à resolução de um problema ao mesmo tempo que produz um novo conhecimento científico. A plataforma elaborada, doravante chamada por SalaBil é composta por dois portais; o primeiro é destinado ao professor, para que possa criar suas aulas e atividades; o segundo, voltado ao aluno, tem por finalidade a realização dessas atividades. Cada atividade é um objeto de aprendizagem, que poderá ser composto por textos, imagens, vídeos, jogos de memória, de ligar e questionários, e que pode ser reutilizado e compartilhado entre os professores. Há, também, um dicionário, alimentado pelos professores, que serve como base para a criação das atividades de aula e que permite um acesso fácil e rápido a todo o vocabulário que já tenha sido mapeado. Cada palavra é registrada no dicionário com seu significado, exemplos, palavras chaves, imagens, vídeos, sinal em Libras, bem como, com o acesso a qualquer outro material que o professor considere importante associar ao verbete. Todo material registrado poderá ser utilizado posteriormente nas atividades que o professor produzirá. Quanto mais verbetes forem inseridos, mais rico e útil ele se tornará, deixando o conhecimento de todos, registrado em um único local de acesso universal. Com isso, a educação bilíngue de surdos será beneficiada, pois quanto mais objetos forem compartilhados, mais materiais de qualidade os professores terão oportunidade de criar e, a língua de sinais ficará acessível a um maior número de pessoas

Cristina Almeida da Silva

SALA VERDE DE ALVORADA: DESAFIOS PARA A PROMOÇÃO DE UMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL CIDADÃ CAPAZ DE ENFRENTAR OS CONFLITOS SOCIOAMBIENTAIS

As Salas Verdes são espaços destinados a ofertar atividades de educação ambiental. Esses espaços fazem parte do Projeto Salas Verdes do Ministério do Meio Ambiente que, por intermédio do Departamento de Educação Ambiental, iniciou a implantação das salas no país em 2003. As Salas Verdes oferecem atividades de educação ambiental para escolas e grupos da sociedade em geral. A Secretaria Municipal de Educação da cidade de Alvorada possui um espaço de Sala Verde responsável por oferecer formações de educação ambiental aos docentes e alunos da rede pública municipal, além de servir como biblioteca pública e telecentro abertos à comunidade. O enfoque desse estudo foi conhecer o Projeto Salas Verdes desde a sua criação, resgatando a história do Centro de Educação Ambiental Sala Verde Ligia Rochembach por intermédio das memórias dos fundadores, verificando a práxis da equipe que atua nas escolas municipais de Alvorada e procurando nos procedimentos adotados elementos que favoreçam uma formação crítica e a promoção da cidadania. Como metodologia de pesquisa foi utilizado o modelo de pesquisador participante, no formato observador participante, bem como em seus métodos de observação, análise documental e direcionamento ético das ações. O acompanhamento das ações e a coleta de dados ocorreu durante oito meses. Os registros das ações foram efetuados por intermédio de diário de campo e os dados construídos foram entrecruzados às informações das entrevistas semiestruturadas, sendo todo material avaliado à luz do referencial teórico. Como resultados da investigação tem-se que as atividades oferecidas atualmente pela Sala Verde de Alvorada, apesar dos esforços da equipe de trabalho e das inúmeras ações efetuadas, ainda apresentam limites no que se refere à formação crítica voltada ao exercício da cidadania. Entre os principais desafios para a promoção de uma educação ambiental cidadã capaz de enfrentar os conflitos socioambientais se destacam: a descontinuidade no desenvolvimento do trabalho ofertado nesses espaços dada pela rotatividade de servidores e pela alternância de projetos políticos-partidários; a predominância de uma visão de educação ambiental conservacionista entre os responsáveis pelas ações.

Gabrielli da Silva Pio

Resolução Ad Referendum 56/ 2019

Aprova a criação de Comissão eleitoral incumbida do processo de escolha da Comissão Interna de Supervisão do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação (CIS).

Marcelo Augusto Rauh Schmitt

Resolução Ad Referendum 40/2019

Aprova as propostas de contratação de Professor Visitante, conforme determina o Edital IFRS Nº 34/2019, para o Campus Porto Alegre do IFRS.

Conselho do Campus Porto Alegre

Resolução Ad Referendum 39/2019

Aprova a criação de Comissão eleitoral ad hoc incumbida do processo de escolha da Comissão Eleitoral do Campus Porto Alegre (CEC) responsável pelo processo de consulta 2020/2024 de Reitor(a) e Diretor(a)-geral e dá outras providências.

Conselho do Campus Porto Alegre

Resolução Ad Referendum 37/2019

Aprovar a criação de Comissão Eleitoral responsável pelo processo de escolha de representantes para a Comissão Permanente de Pessoal Docente (CPPD).

Conselho do Campus Porto Alegre

Resultados 21 a 40 de 2188