Mostrar 1 resultados

Pesquisa por órgão
Previsualizar a impressão Hierarchy Ver:

1 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais

NARRATIVAS DE PROFESSORES DAS ÁREAS DAS CIÊNCIAS DA NATUREZA SOBRE SUAS FORMAÇÕES E SUAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

Este Trabalho de Conclusão de Curso apresenta uma reflexão sobre a contribuição das narrativas biográficas no contexto da formação docente inicial e continuada. Para além de uma opção metodológica, o recurso às narrativas biográficas no campo da Educação tem se traduzido como intervenção formativa e possibilitado que se repense os processos de
construção da identidade docente. Nesse sentido, objetivou-se investigar como professores/professoras que atuam nas redes públicas municipais e estaduais em Porto Alegre e região metropolitana refletem e atribuem significados aos processos de formação vivenciados, à docência e as suas práticas pedagógicas no processo de construção de narrativas autobiográficas ensejado por ocasião da pesquisa. Para isso, a investigação foi desenvolvida a partir de uma pesquisa de natureza qualitativa, utilizando-se como instrumento entrevistas semiestruturadas (individuais, registradas por áudio e posteriormente transcritas) com quatro professores egressos de cursos das áreas das Ciências da Natureza. A fim de diversificar a amostra, além disso, considerou-se como critério para a seleção dossujeitos o tempo de formação e de atuação como docentes. As análises dessas entrevistas
foram realizadas buscando-se uma reflexão baseada na construção de narrativas autobiográficas na perspectiva da formação continuada dos participantes onde se entretecem processos de autoria e (re)construção da identidade. O pressuposto, neste caso, é que, ao narrar suas experiências profissionais, o docente (re)significa as representações de si e de sua prática pedagógica. Esse processo, baseado na auto-reflexão e na auto-interpretação que o sujeito é capaz de realizar a partir de suas experiências de vida, apresenta-se como interessante horizonte a ser explorado em contextos de formação inicial e continuada. Além disso, consiste na possibilidade de que pesquisadores e outros leitores, ao tomarem o conhecimento da narrativa do outro reflitam sobre si próprio, experimentem sua própria construção biográfica, na qual podem reconfigurar-se e ampliarem seus próprios objetivos.

Graciela Farias Bikoski